Acesso Dna dos Motores - Aparem Acesso ao Dna dos Motorres - Aparem

Dropdown Menu com CSS e MySql

Técnico - Lançamentos
Sobrecarga nos motores a combustão interna

Sobrecarga nos motores a combustão interna

               O regime de sobrecarga em um motor se caracteriza por operar em rotações abaixo do normal, não conseguindo elevar seu giro ao acionar a aceleração do veículo.

               Nestas condições extremas de trabalho, uma quantidade máxima de combustível é forçada para dentro de cada cilindro, resultando maior calor nas câmaras de combustão, elevando significativamente a temperatura de funcionamento dos pistões, anéis e cilindros.

               No sistema de arrefecimento, as condições também se tornam críticas, pois o fluxo de água no motor e o de ar através do radiador se tornam mínimos devido à baixa rotação do ventilador e da velocidade do veículo.

               Quanto ao sistema de lubrificação do motor, também passa a operar com irregularidade, pois há redução no lançamento do óleo vindo dos mancais das bielas, como também no fluxo do óleo devido à baixa rotação do motor, sobrecarregando ainda mais o poder de resfriamento do óleo lubrificante.

               A somatória destas condições extremas de trabalho poderá levar o motor à escoriações, engripamentos e danos como anéis presos, queima de pistões, quebra de anéis superiores e desgastes excessivos destas canaletas.

               Na parte inferior do motor poderá ocorrer danos na camada da liga antifricção das bronzinas face à sobrecarga imposta pelo regime de trabalho do motor irregular.