Acesso Dna dos Motores - Aparem Acesso ao Dna dos Motorres - Aparem

Dropdown Menu com CSS e MySql

Editoriais - Notícias
 
Senhor retificador de motores, qual é o nosso negócio?

Ao fazer esta pergunta muitos irão responder: “Claro que o nosso negócio é retificar motores”.

Sim, a nossa atividade é mesmo a de retificar motores, mas o nosso negócio é combater a poluição causada pelos veículos automotores.

Eu explico. Retificamos os motores danificados para restabelecer as suas condições originais de funcionamento, e fazer com que sejam reduzidas as emissões de poluentes.

E é por isso que aqui no SINDIMOTOR e na APAREM estamos trabalhando muito para conseguirmos que o nosso Programa de Incentivo à Retífica e Reparação dos Motores Poluidores - PRÓ-MOTOR seja colocado em prática pelo Governo Federal, pela Prefeitura de São Paulo ou o Governo Estado de São Paulo. Ou pelos três governos juntos, já que uma parceria viabilizaria muito mais rapidamente e de forma eficaz o Programa para recuperação dos motores.

Na página ao lado, vocês terá mais informações sobre o assunto, mas adianto que a poluição nos grandes centros urbanos é um problema muito grave.

Não existe uma solução mágica. Os governos federal, estadual e municipal precisam realizar ações para reduzir a poluição e minimizar os seus efeitos malignos sobre a saúde da população. E como eles pensam em resolver isso? Proibindo os carros de trafegar pelas ruas? Inviável. Criando mais dias de restrição ao uso do carro, como no rodízio aplicado na cidade de São Paulo? Também não funcionará, e poderá até piorar a situação, visto que muitos cidadãos comprarão um segundo carro, mais velho e mais poluidor, para usar nos dias de rodízio. Renovação da frota? Um sonho que só vai se realizar quando a população realmente tiver mais poder aquisitivo, e não para fazer loucuras como entrar em financiamentos para pagar em quase uma eternidade, com prejuízo ao orçamento familiar.

E por que a poluição vem atingindo estes números alarmantes de doenças e mortalidades nos cidadãos?

Primeiro, pelo expressivo aumento da frota de veículos; segundo, pelo fato de os cidadãos brasileiros, após o vencimento das revisões gratuitas da fabrica, não fazerem mais a manutenção preventiva; terceiro, porque os veículos usados são revendidos para cidadãos das classes de menor poder aquisitivo, e os custos financeiros de uma retífica ou reparação “pesa” no seu orçamento.

E como resolver isso? Estes veículos como motores danificados não podem simplesmente “sumir no ar”. O governo tem que criar um programa de incentivo que estimule os proprietários dos veículos poluidores a repararem os seus motores. Isso se faz com conscientização e divulgação através da mídia, e, claro, com linhas de crédito a juros baixos e prazo longo de pagamento, com prestações baixas.

Isto não será um gasto do governo. Ao contrário, é um investimento. Investimento com alto retorno garantido!

E as retíficas de motores estão preparadas para atender a um possível enorme crescimento da demanda? Muitas estão, mas outras retíficas precisarão se modernizar, contratar funcionários, e estar associados a entidades que forneçam assessoria técnica de qualidade e os demais suportes profissionais que são necessários para a empresa.   

O SINDIMOTOR e a APAREM estão prontos para atender a sua demanda, retificador. Venha fazer parte do quadro de retificadores associados que já sabem que nós somos uma brigada de combatentes da poluição gerada pelos motores danificados dos veículos.

E vamos realizar esta missão para a população com honestidade, competência e... orgulho!

Zauri Candeo

 Zauri Candeo - Presidente do Sindimotor e da Aparem