Acesso Dna dos Motores - Aparem Acesso ao Dna dos Motorres - Aparem

Dropdown Menu com CSS e MySql

Técnico - Lançamentos
Uso prolongado da marcha lenta

Uso prolongado da marcha lenta:

                   O uso contínuo em regime de marcha lenta é altamente prejudicial a vida útil dos motores a combustão interna, isto se deve ao fato que nestas condições de trabalho, a bomba de óleo opera em baixas rotações, fornecendo pouco óleo aos anéis, pistões e cilindros, sendo que nestes o espelhamento das paredes internas é altamente significativo.

                   No caso específico das bronzinas, a insuficiência de óleo lubrificante entre a liga e a camada e o colo do virabrequim apresenta desgaste excessivo provocado pelo arraste de materiais da camada antifricção da liga metálica das bronzinas.

                                   Quanto ao amaciamento de motores, neste caso específico, onde as peças são novas e ainda não houve tempo suficiente para o devido assentamento e por estarem bastante justas, o óleo lubrificante nas paredes dos cilindros, por sua película não ser suficiente, poderá vir a romper-se, causando danos (escoriações) na superfície de contato dos anéis de segmento. Observamos que para evitar tais danos, é aconselhável amaciar o motor em rotações ligeiramente aceleradas mesmo durante o período de aquecimento.

                   Outra irregularidade adotada nos casos de amaciamento, é deixar o motor operando com água fria circulando pelo sistema de arrefecimento, pois tal procedimento não permitirá a dilatação total dos cilindros, enquanto os pistões e anéis estão sendo aquecidos pelo calor da combustão. Desta maneira a folga pistão/ cilindro torna-se insuficiente, provocando até possíveis engripamentos no conjunto.